A serviço dos que não podem falar

>>Buscador<<
>>Nosso Chat<<
>>Quem Somos<<
>>Fale Conosco<<
>>Como Participar<<
>>Tribuna no Orkut<<
>>Grupo de Discussão<<
>Classificados de Adoção<
>>Agenda<<

 Eventos

Adoções
Entidades
Petições on-line
Vigilantes da Vida
Reuniões do Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal
Calendário Vegano
>>Direito Animal<<
Declaração Universal dos Direitos dos Animais
Posse Responsável
Envenenar é um crime
Maus tratos são crimes
As leis que protegem os animais
>>Artigos<<
Proteção Animal
Saúde Animal
Meio Ambiente
Vegetarianismo
>>Textos<<
Sobre Cães
Sobre Gatos
>>Downloads<<
Banners para colocar em sua página ou mensagens
>>Notícias<<
Aconteceu
Nossas lutas
Denúncias
No Brasil e no Mundo
>>Meio Ambiente<<
Sites importantes
>>Animais Silvestres<<
Lista oficial de animais em extinção do IBAMA
Não compre animais silvestres
>>Curiosidades<<
Aves
>>Histórias Reais<<
Leia e apaixone-se
>>Fotos e Cartões<<
Envie para nós a foto de seu animal
Cartões com o seu animal preferido
>>Sites Amigos<<
Sites de Defesa Animal

 

   

10 Conselhos para evitar o sofrimento dos animais em seu dia a dia

 
1. VESTUÁRIO
 
Nunca use calçados, roupas e acessórios de COURO, LÃ e PELES.
Utilize produtos sintéticos que não causam dor aos animais.
 
2. ALIMENTAÇÃO
 

Diminua o consumo de carnes, laticínios e ovos. O consumo destes produtos está diretamente relacionado ao HOLOCAUSTO ANIMAL. Procure alternativas. Existem muitas.

 
3. COSMÉTICOS, PRODUTOS DE HIGIENE E LIMPEZA
 

Informe-se antes de comprar qualquer cosmético sobre quais empresas testam seus produtos em animais.

Não apoie empresas que testam seus produtos nos olhos dos coelhos, forçando cães e gatos ingerirem produtos tóxicos, induzindo doenças para depois sacrificá-los.

Pesquise no site www.pea.org.br a lista com algumas dessas empresas.

 
4. EM CASA OU NO TRABALHO
 

Conscientize seus familiares, seus vizinhos, amigos e colegas de trabalho para que não cacem, não pesquem, não aprisionem aves em gaiolas. Estes são esportes e hobbies cruéis que causam sofrimento nos animais.

Nunca compre animais silvestres em feiras ou lojas. Comprando, voce estará ajudando o tráfico de animais.

 
5. CATIVEIRO
 

Aprenda a apreciar os animais em seu habitat natural. O cativeiro é uma forma de sofrimento.

Não frequente rodeios, circos que tenham animais. Ensine seus filhos a contemplarem os animais em liberdade.

 
6. EDUCAÇÃO
 

Proteste se houver experimentação animal em sua faculdade. Voce pode se recusar a participar deste experimento.Informe-se sobre a Lei de Objeção e Consciência.  Visite o site: www.institutoninarosa.org.br

 

7. ABRIGOS

 

Não leve animais para abrigos. Os abrigos de animais estão superlotados. Ao contrário do que a maioria pensa, esses abrigos não tem estrutura para manter tantos bichos. Eles vivem amontoados e sem expectativa de adoção. O ambiente se torna propício para a proliferação de doenças devido a superpopulação. Os abrigos precisam de ajuda financeira e não de mais animais. Se voce não pode ficar com um animal, vacine, castre e procure um dono responsável. Nunca o abandone.

 
8. POSSE RESPONSÁVEL
 

Se voce decidiu ter um animal de estimação, lembre-se de que ele tem uma expectativa de vida em média de 16 anos (cães e gatos). Nunca o abandone. Não deixe de levá-lo ao veterinário. Faça a castração se voce não desejar que ele procrie.

Lembre-se: Animal não é brinquedo de criança. É um ser vivo que como nós, tem fome, medo, solidão, enfim, igualmente capaz de sofrer como nós humanos.

 
9. VOCÊ PODE
 

USE SUA VOZ EM FAVOR DOS ANIMAIS. BUSQUE INFORMAÇÕES, MOBILIZE-SE.SEJA UM ATIVISTA.

FAÇA ISSO POR AQUELES  QUE TANTO SOFREM E NÃO PODEM FALAR POR SI PRÓPRIOS.

 
 

10. SE VOCE CONCORDA COM TODOS OS NOVE CONSELHOS. SEJA BENVINDO !!! E  PASSE ADIANTE.

 

 

LEIA: LIBERTAÇÃO ANIMAL de Peter Singer

 

 

Texto enviado pelo amigo Fabio Paiva
e-mail:
fabiopaiva55@yahoo.com.br

 

 

 
   

 


              Todos os direitos reservados   © Tribuna Animal 2003/2008

Os artigos, notícias e textos assinados são de exclusiva responsabilidade de seus autores