A serviço dos que não podem falar

>>Buscador<<
>>Visite o novo portal<<
>>Quem Somos<<
>>Fale Conosco<<
>>Como Participar<<
>>Tribuna no Orkut<<
>>Grupo de Discussão<<
>Visite o novo portal<
>>Agenda<<

 Eventos

Adoções
Entidades
Petições on-line
Visite o novo portal
Visite o novo portal
Calendário
>>Direito Animal<<
Visite o novo portal
Adotante Responsável
Envenenar é um crime
Maus tratos são crimes
As leis que protegem os animais
>>Artigos<<
Proteção Animal
Saúde Animal
Meio Ambiente
Vegetarianismo
>>Textos<<
Sobre Cães
Sobre Gatos
>>Visite o novo portal<<
Visite o novo portal
>>Notícias<<
Aconteceu
Nossas lutas
Visite o novo portal
No Brasil e no Mundo
>>Meio Ambiente<<
Sites importantes
>>Animais Silvestres<<
Visite o novo portal
Não compre animais silvestres
>>Curiosidades<<
Visite o novo portal
>>Histórias Reais<<
Leia e apaixone-se
>>Fotos e Cartões<<
Envie para nós a foto de seu animal
Visite o novo portal
>>Sites Amigos<<
Sites de Defesa Animal

 

 

AÇÃO URGENTE: EXTERMÍNIO DE CÃES EM S.LUIS (MA)

Notícias compiladas de sites de notícias (vide abaixo) nos dão conta que está havendo um biocídio (destruição das espécies; aniquilamento da vida) promovido pela Prefeitura de São Luis (MA) ao promover uma matança indiscriminada de cães (nos últimos dois meses, foram recolhidos cerca de 800 cães em bairros de São Luís). O Centro de Controle de Zoonoses da Prefeitura está matando cães sadios junto com animais doentes usando como pretexto o argumento que os animais causam riscos à saúde humana. A denúncia foi feita pelo médico veterinário Renan Nascimento de Morais, para quem o Centro de Zoonoses é uma estrutura falida. O veterinário acusou o Centro de Zoonoses de não cumprir sua finalidade e de estar matando animais sadios porque é mais barato agir assim do que a Prefeitura adotar medidas preventivas de saúde pública, como esgoto sanitário e limpeza de áreas de risco. (Vejam os textos publicados logo abaixo).

A OMS, Organização Mundial de Saúde não recomenda o extermínio de animais para controle da população de animais abandonados, mas sim a esterilização dos mesmos.

Se você não concorda com esta medida adotada pela Prefeitura de São Luis para com os animais, ajude a protestar.


COMO PROTESTAR:

Escrevam para a Prefeitura de São Luis:

faleconosco@saoluis.ma.gov.br 

http://www.semad.saoluis.ma.gov.br

http://www.portal.saoluis.ma.gov.br


Enviem cópias para:

Jornais:

O Imparcial

Redação: redacao@pacotilha.com.br

*********

O Estado do Maranhão

Redação: correa@mirante.com.br 

Jornal Pequeno

Radação: redacao@jornalpequeno.com.br


**************************************************

“Prefeitura prefere sacrificar cães a prevenir doenças”

Data de Publicação: 1 de janeiro de 2006 fonte: http://www.jornalvejaagora.com.br/2006/1/1/Pagina6798.htm


O Centro de Zoonoses da Prefeitura está matando cães sadios junto com animais doentes na tentativa de conter os surtos de leptospirose e calazar que infestam inclusive bairros nobres de São Luís. A denúncia foi feita ontem pelo médico veterinário Renan Nascimento de Morais, para quem o Centro de Zoonoses é uma estrutura falida. Ele pediu também a interdição da pesca na Lagoa da Jansem. Morais disse que a falta de limpeza de áreas públicas, e de forma mais acentuada na lagoa, tem provocado o aumento dos ratos em torno dos bares e restaurantes localizados naquele ponto turístico de São Luís.

O veterinário acusou o Centro de Zoonoses de não cumprir sua finalidade e de estar matando animais sadios porque é mais barato agir assim do que a Prefeitura adotar medidas preventivas de saúde pública, como esgoto sanitário e limpeza de áreas de risco.

******************************************


São Luís

Centro de Controle e Zoonoses recolhe cães foram recolhidos em bairros da capital

fonte: http://badaueonline.com.br/badaue.php?blID=1&catID=30&ID=5504


Nos últimos dois meses, foram recolhidos cerca de 800 cães em bairros de São Luís pelo Centro de Controle e Zoonoses da Universidade Estadual do Maranhão (Uema). Os animais são encontrados principalmente próximos a feiras e lanchonetes ou doados pelos donos.

Os animais, além de colocar a população em alerta com medo de ataques, podem representar um risco à saúde humana. De acordo com o coordenador do Centro de Controle e Zoonoses da Uema, João Batista Pires, há cerca de três anos foi detectado em alguns animais o vírus da raiva canina, o que significa que o mesmo se encontra em estágio circulante. “Nós identificamos, há três anos, animais contaminados com a raiva canina. Esse diagnóstico só pode ser feito em análise de parte do cerebelo do cão, após o sacrifício. Então, o que recomendamos é que as pessoas tentem manter distância de animais de ruas e não cultivar o hábito de alimentá-los, para a sua segurança”, orientou ele.

Parte dos animais recolhidos pelo Centro de Zoonoses é doada pelos próprios donos. Os motivos são mudança de casas para apartamentos, viagens ou por medo de ataques do cão em casa.

Recuperação

Para recuperar o cão capturado, o dono deverá procurar o Centro de Zoonoses e assinar um Termo de Compromisso de que o animal não ficará mais solto nas ruas. Não é aplicada nenhum tipo de multa na devolução.

Os animais que não são doados e nem devolvidos aos donos são sacrificados. “A Lei Municipal prevê multa, mas, como ela ainda está sendo regulamentada, essa multa ainda não é aplicada”, observou o coordenador do Centro de Zoonoses.

O Centro de Zoonoses atua com seis equipes de captura. O serviço nas ruas acontece às segundas-feiras. Quem quiser denunciar ao Centro de Controle de Zoonoses pode entrar em contato por meio do telefone 3212-2812

   

 


              Todos os direitos reservados   © Tribuna Animal 2003/2008

Os artigos, notícias e textos assinados são de exclusiva responsabilidade de seus autores